terça-feira, 4 de março de 2014

Magia

Sentada num canto, conseguia ver quase todas as cadeiras. Não estava muita gente e por isso  conseguia ouvir algumas conversas. Ao contrário das esperas nos hospitais, ali não há semblantes carregados. Sorrisos nervosos surgem quando as portas se abrem. Lá ao fundo ouve-se um "é agora" e toda a gente, quase em simultâneo, se levanta das cadeiras. "Avó, avó aqui", grita uma criança mais atrás ao colo daquela que suponho ser a mãe. As pessoas vão saindo a conta-gotas, umas empurrando os carrinhos cheios de malas, outras apenas de mochila às costas, todas com um sorriso do tamanho do mundo quando vêem os seus familiares ou amigos à espera deles.

É esta a magia da zona de chegadas dos aeroportos.

(De todas as vezes que "cheguei" a algum lado, nunca tive ninguém à minha espera. E, admito, ficava sempre triste..)

10 comentários:

  1. Não gosto de lenços brancos à partida, nem de confusões à chegada.

    Agora aparecia-me lançar um pouco de veneno, sobre as chegadas do Paulo Fonseca, mas é melhor não. Daqui a pouco pensas que a bola me diz alguma coisa e, sinceramente, passa-me completamente ao lado. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou sempre que posso buscar a minha melhor amiga ao aeroporto.. já levá-la não consigo!!!!

      Mas olha que era gaja de acompanhar o Fonseca e o Pintinho ao aeroporto na boa.. e ainda lhes dava 1 eurito para tomarem um cafézinho cada um!!! Ide tartaruguinhas.. ide à vossa liberdade!!!!

      Eliminar
  2. Eu ia sempre de carro e nunca era fácil...

    ResponderEliminar
  3. Convém ter sempre ter alguém à nossa espera no aeroporto, especialmente se for a nossa boleia :P
    Mais a sério, é bom ter alguém à nossa espera, que gosta de nós :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na minha primeira "chegada", era eu uma jovenzinha de corpo e de espírito, saí do avião, fui buscar as malas e depois não tinha ninguém à minha espera. Ainda tive de telefonar para casa para saber se se tinham esquecido.. Afinal estavam à minha espera na zona das partidas!!!

      Eliminar
  4. As chegadas são momentos únicos... Já as despedidas... Well, ODEIO despedidas :/ sempre fiz questão de ir sozinho para o aeroporto, por exemplo... Enfim, assunto que dava pano para mangas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou incapaz de ir levar a minha melhor amiga ao aeroporto. Se já me "desfaço"a chorar em casa, no aeroporto ia passar vergonhas de certeza...!

      Eliminar
  5. Nunca estive fora durante tempo suficiente para ter uma mega receção no aeroporto.
    Mas de facto fico sempre com um sorriso quando vejo o reencontro daqueles que estiveram fora muito tempo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O máximo que estive fora foi um mês, mas gostava de ter chegado e ter lá alguém :)

      Eliminar