sábado, 15 de fevereiro de 2014

Poderes mágicos

As lágrimas caíam sem que fizesse o mínimo esforço para as segurar. Não queria chorar, não queria pensar, não queria sentir aquela dor absurda que transbordava dentro de mim. O tempo demorava a passar. Os dias tinham mais horas, as horas tinham mais minutos e a dor continuava tão intensa como no primeiro dia. O sorriso, ainda que sincero, era fugaz e o brilho no olhar de alguma forma tinha-se esfumado. Não vivia, sobrevivia à rotina, às pessoas e às conversas do costume. Esqueci-me de como era sorrir por parvoíce, de como era rir-me até me doer a barriga... Esqueci-me de mim.

Voltar à vida foi um processo demorado, mais do que eu gostaria que fosse, mas a verdade é que durante o caminho fiquei a conhecer-me melhor e cresci bastante. Hoje o olhar brilha e o sorriso é constante. Hoje já não me esqueço de mim. Porque podemos ter muitas relações ao longo da vida, mas a única que depende só de nós é a que mantemos connosco próprios e essa, tal como as outras, também precisa de ser cultivada.

Queria ter poderes mágicos para evitar que as pessoas de quem eu gosto sofressem. Infelizmente não consigo... E é uma merda!!!



18 comentários:

  1. O importante é que já voltaste a sorrir de novo e que não te esqueces de ti.

    ResponderEliminar
  2. Tens muita razão :)

    A kiss* and a smile :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) tenho os meus momentos iluminados xD

      *** :)

      Eliminar
    2. Eu também... são quando acendo a luz e quando abro a janela!! :p

      Eliminar
  3. A pessoa mais importante é a nossa própria pessoa, só depois de estarmos bem connosco é que podemos estar bem com os outros.
    Infelizmente não temos poderes mágicos, mas era tão bom se tivessemos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois era.. ter de as ver passar por este processo doloroso custa-me tanto.. bah!!!

      Eliminar
  4. Este texto podia ter sido escrito por mim...
    Sobretudo isto: "Voltar à vida foi um processo demorado, mais do que eu gostaria que fosse, mas a verdade é que durante o caminho fiquei a conhecer-me melhor e cresci bastante."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se não aprendessemos nada nestes processos, estavamos bem f..lixados !

      Eliminar
  5. Não conseguimos, mas podemos ajudar a ultrapassar a dor. E isso é mesmo o que esperam de nós. Quanto a nós próprios, é sempre um processo de conhecimento, provavelmente até ao fim dos dias. Mas ainda bem :) **

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deve ser por isso que dizem que estamos sempre a aprender :)
      Espero conseguir ajudar os outros, tanto quanto me ajudaram a mim! E eu tive a sorte de ter duas pessoas incansáveis comigo o tempo todo...

      Eliminar
  6. Ora bem, é lugar-comum mas é verdade que devemos gostar de nós acima de tudo.

    Nem quero pensar nisso. Se calhar é uma atitude egoísta, mas há pessoas tão importantes para mim, que prefiro morrer primeiro a ficar cá a vê-las sofrer sem poder fazer nada. :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aquele slogan "Se eu nã gostar de mim quem gostará?" é muito verdade!

      Se isso é ser egoísta, então também sou um bocadinho!

      Eliminar
  7. Pior é quando podemos ajudá-las e elas não querem ajuda. Ainda bem que encontraste o teu caminho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, essas são as mais dificeis. E deixá-las bater com a cabeça e estar lá para ajudar a sara as feridas!

      Eliminar
  8. Tudo de bom para ti :) e que esses dias menos felizes fiquem lá bem longe!

    ResponderEliminar