segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Sou herdeira (ou posso ser vá) de uma grande fortuna!

Decorria o ano de 1955 quando Dona Avó, actualmente com 81 anos, se envolveu com o filho dos patrões. Trabalhava como criada na casa de uns ricaços lá da aldeia e engraçou-se por um dos filhos do patronato que mal soube que a tinha engravidado lhe fez promessas e mais promessas e só lhe pedia uma coisa em troca: não contava nada aos pais dele. Ela assim fez e perante a ameaça de ser despedida se não contasse quem era o pai da criança, não só foi ela a despedir-se como ainda teve de enfrentar a fúria da mãe que, com a vergonha, só não a  espancou porque as outras filhas se meterem ao barulho. Nos princípios de 1956 e minha mãe veio ao mundo e do pai, entretanto "fugido" para a Venezuela, nem sinal.

Actualmente, não há ninguém na aldeia que não saiba que ela é filha dele, mas ele não só não a reconheceu como diz que não é ele o pai. Aliás, é gajo para atravessar a rua se nos vir só para não passar perto de nós e ter de olhar para a nossa cara. A mim nunca fez diferença, já que cresci a chamar avô ao marido da minha avô (casaram já a minha mãe tinha perto de dez anos). A minha mãe foi falar com ele e disse-lhe que gostava de ter a certeza se é filha dele ou não ao que ele respondeu que não é. Quando ela disse que só podem ter a certeza se fizerem um teste de paternidade, ele disse que não faz teste nenhum. Ela agora quer ir para tribunal. E isto ainda vai dar uma grande novela venezuelana...

31 comentários:

  1. :/ São situações de m****! Sou sincera, não sei o que faria, já em idade adulta sobre o assunto...se remexia, se deixava estar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois.. até agora viveu sem o reconhecimento e não lhe fez falta, mas só há mesmo uma forma de acabar com isto: fazendo o teste!

      Eliminar
  2. Aqui na aldeia há um caso parecido, mas o suposto pai já morreu há muito.
    Não sei se a tua mãe ainda pode fazer isso, mas força!
    Depois conta os episódios da novela venezuelana :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem eu.. nem sequer sei o que é preciso fazer. Vamos começar pelo básico: falar com um advogado!

      Eliminar
  3. Respostas
    1. espero dizer isso quando souber o resultado do teste!!!

      Eliminar
  4. Vai a tribunal sim! A classe masculina tem de aprender a reconhecer as suas responsabilidades! Que chatice, pá!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não faço ideia dos trâmites legais de uma coisa destas, mas pelos visto em breve vou saber como tudo funciona!

      Eliminar
  5. dá força á tua mãe... ela que nunca desista.

    bj doce

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela agora está determinada! :)
      beijinho

      Eliminar
    2. nem mais... ;)
      se quiserem uma testemunha para confirmar que Ele cometeu esse acto... eu posso dizer que estava lá :P

      bj doce

      Eliminar
  6. Eheh...ainda vais contar à gente porque desapareceste da blogosfers :P

    Vais contar não vais? :))

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois ainda não...mas se receberes a fortuna não tens tempo de vir aqui :P

      Beijinho

      Eliminar
    2. Ahaha se receber a fortuna ainda me lanço nomercado das comunicações :p
      Beijinho

      Eliminar
  7. Força à tua mãe! Tem todo o direito!

    ResponderEliminar
  8. Ainda vais herdar uma rede de padarias na Venezuela. Sim, que português na Venezuela, só pode ser padeiro.
    Boa sorte com isso... e com o Maduro, que se ele pode adiantar o Natal quase dois meses, é gajo para nacionalizar as padarias e engravidar o padeiro. Ahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Padeiro ou fazendeiro!! Ainda herdo gado venezuelano e depois quero ver onde ponho as vaquinhas a pastar.. Ainda me vou meter em trabalhos!

      Eliminar
  9. Se alguém da TVI lê isto, rouba-te já a ideia para uma novela! Ao menos pede um bom dinheiro pelos direitos de autor! Se não herdares a fortuna, sempre ganhas algum! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já pensei em mandar a história para a TVI, mas tenho de inventar uma gémea no enrefo.. Parece que dá mais :)

      Eliminar
    2. Realmente... Sem umas gémeas pelo meio não é a mesma coisa!

      Eliminar
  10. Há homens que não valem o chão que pisam. Espero que que se faça justiça perante a tua mãe e a tua avó que já devem ter sofrido muito por causa desta história toda. Boa sorte :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos lá ver no que dá! Eu espero é que isto se resolva rapidamente e sem grandes alaridos.. !

      Eliminar
  11. Tenho para mim que esse tipo de histórias, nessa altura, eram muito frequentes.

    (se fores herdeira de uma grande fortuna, vais pagar um jantar à malta ahahah já que o euromilhões não quis nada comigo e não posso pagar eu xD)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois.. Agora não se pode registar uma criança sem o nome do pai, mas naquela altura era permitido e por isso não é caso único não senhora!!

      (fica prometido! se herdar uma fortuna, jantarada com a malta lol)

      Eliminar
  12. Elimina imediatamente este post antes que a notícia se espalhe. Escreve a história com diálogos e entraga o documento à TVI, é o que te digo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois arranjo uma música do Toy para o genérico e voilá! nova novela da TVI...

      Eliminar
  13. Respostas
    1. Não perca os próximos episódios.. porque nós também nao!

      Eliminar