terça-feira, 8 de outubro de 2013

And the hardest part...

Este não é um dos melhores momentos da minha vida... Mas quem já passou por tanto, desde uma infância moldada pela violência doméstica até às humilhações por ser gaga, a verdade é que este é apenas mais uma dificuldade que a vida, essa cabra, coloca no meu caminho. Custa-me controlar a impulsividade, custa-me manter a calma quando o que mais quero é explodir, mas sou e serei fiel aos meus princípios e a parte mais difícil é mesmo remar sozinha contra a maré...

18 comentários:

  1. Para quem já passou por tanto é só mais uma batalha e as fases más não duram para sempre, tudo tem um fim. Força e um dia de cada vez.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois da tempestade virá a bonança!! Obrigada :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Comparado com a minha vida.. o Chucky era um menino !!!

      Eliminar
  3. Deve ser complicado, mas costuma-se dizer que depois de tantas coisas más, alguma coisa boa há de aparecer!

    Boa sorte para atravessar essa maré :)

    ResponderEliminar
  4. Por vezes custa ser superior e fiel aos principios mas, a longo prazo, a leveza de consciência vale tanto a pena.
    Tudo acaba por melhorar. Força, cara Never!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito piamente nisso!! Obrigada pela força caro Pi.

      Eliminar
  5. Deixa lá isso. E as forças blá blá blá. O importante é que és um canhão. E as gajas boas passam sempre por cima de tudo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá diz o hinho... Contra os canhões marchar marchar!

      Eliminar
    2. Diz, mas o hino é péssimo e obra de maricas.

      Eliminar
    3. Alfredo Cristiano realmente não abona muito a favor não...

      Eliminar
  6. A vida é feita de batalhas, esta será só mais uma que tu vais ganhar ;)
    Força aí na maionese ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :) o que não nos mata torna-nso mais fortes né?

      Eliminar
  7. Isto não são obstáculos, isto são níveis. E como os níveis de um jogo podem custar a passar mais passas :). E aposto que vais passar com distinção.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu espero bem que sim!!! No fim ainda me vou rir desta merda toda..

      Eliminar
  8. Ohhh, a vida prega-nos com cada partida que nem sei como conseguimos aguentar sem explodir, nem que seja em lágrimas.
    E a merda é quando a seguir à tempestade vem outra e outra tempestade.
    Enfim, as contrariedades às vezes funcionam como vacinas e, depois de algumas experiências, o meu conselho é não desistir e procurar a solução dentro de nós, que temos muito mais força do que aquela que pensávamos à partida.
    Não sou muito adepto daquela paneleirice do "tem calma, que tudo se vai resolver". Nada se resolve por si. Mas acredito que nós conseguimos quase sempre dar a volta às mais difíceis provações. É isso, ou morrermos na praia. :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se morrer na praia, morrerei a tentar dar a volta!
      E posso explodir em lágrimas, aliás os meus nervos assumem o estado líquido sem me pedirem permissão, mas não vou desistir de fazer o que eu acho correcto.

      Eliminar