quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Sei que vou arder no fogo do inferno...

... quando me dão o número de telemóvel para ser eu a marcar um café e eu "esqueço" de marcar seja o que for! A coisa ganha contornos de pecado mortal quando dizem que podem dar uma palavrinha de amigo numa possível vaga de trabalho e aí sim já se marca o tal café!

Meet you in Hell...

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Um almoço de família muito normal.. ou não!

A família não estava toda reunida, mas mesmo assim estavam  nove pessoas à mesa. A avó e a tia-avó falam que se desunham como se o tempo fosse acabar antes de conseguirem dizer tudo aquilo que querem. Falam sempre do passado, do quão difícil era a vida há muitos muitos anos atrás, falam dos rapazes que uma e outra tinham atrás delas em tempos idos, falam dos filhos que cresceram e nos netos que mal vêem por estarem longe, falam desta ou daquela, falam de tudo e de nada... Falam-se e isso é o mais importante. O plasma no fundo da sala, sinal dos tempos modernos porque "antigamente as televisões não eram assim", mal se ouve e como nenhuma delas sabe ler não conseguem perceber o assunto da notícia. E falam sobre a senhora que aparece na televisão:
- Tem a boca muito grande não tem?
- Tem, tem.
- É de fazer muitos broches!

A mesa pára. Um copo pára a caminho da boca, um garfo fica suspenso no ar com a  comida a arrefecer, as mãos ficam estáticas e ninguém diz nada. Perante o silêncio profundo, elas viram-se muito lentamente e riem-se. "Até parece que ninguém sabe o que é", acrescenta a avó. E a gargalhada é geral. E o almoço continua normalmente...

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Oh meu Porto

Depois de 40 minutos "presa" na barreira policial e de um verdadeiro filme* para conseguir levantar os meus bilhetes (ganhei um pack família de 4 bilhetes lol), lá consegui entrar no Dragão a tempo e horas. A coreografia nas bancadas criava um ambiente fantástico e estava tudo pronto para um grande clássico. E era isso que se pretendia, que fosse um grande jogo, como de facto foi. O penalti foi claríssimo, mesmo à minha frente, e ainda que os adeptos leoninos (mesmo ali ao meu lado) contestassem, a verdade é que foi bem assinalado. Mesmo à minha frente, vi o Josué preparar-se para marcar a grande penalidade e fechei os olhos. GOOOOOOLO e estava feito o primeiro. Confesso que tive receio que o meu FêCêPê "adormecesse" e vi a coisa muito mal parada quando o SCP empatou. Dois minutos depois e a segunda explosão de alegria. GOOOOOOLO e estávamos de novo na frente. Marcou o Danilo, lá ao fundo, longe dos meus olhos mas pareceu-me um grande golo. Grande foi a alegria e se até então o Dragão ouvia as provocações das claques do SCP com serenidade, respondemos ao "Quem bate palmas não é tripeiro", com um ruidoso "Só eu sei porque não fico em casa". E quando já não estava à espera, o terceiro! GOOOOOOLO e Lucho, El Comandante, leva o Dragão ao delírio. A segunda parte foi muito melhor do que a primeira e isto, esta garra, esta luta, esta entrega, isto é o MEU PORTO!


* Então não é que o número do voucher que me mandaram por mail não correspondia ao número que a gaja tinha na lista? Mais de 15 minutos à espera, mas a gaja lá teve a autorização para me dar os bilhetes

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Ver como os cegos

Não consigo conceber a vida na Terra sem a electricidade. As velas são óptimas para criar um ambiente romântico ou para deixar um cheirinho agradável no ar, agora iluminar que é bom, isso só a electricidade!
E como é que eu me lembrei disto hoje? Ora pois que estava a tomar o meu pequeno-almoço, ainda de pijama e cheia de ramelas, quando falhou a luz. Depois de dois trovões daqueles capazes de fazer um surdo ouvir qualquer coisa, a luz foi abaixo. Acabar o pequeno almoço foi fácil, afinal de contas todos os dias como o meu pãozinho com queijo com os olhos meio fechados, de maneiras que não notei grande diferença. O pior foi depois. Arranjar-me no meio das trevas não foi fácil. Consegui vestir a roupa do lado correcto graças às apalpadelas às etiquetas, lavei os dentes com a escova certa porque só há uma mas não tenho a certeza se usei  líquido certo para lavar a cara.. Nem se usei o creme para a cara ou para as mãos!

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Vaselina

A tarde ia a meio. O vento soprava lá fora e as folhas passavam pela vidraça a toda a velocidade. A esplanada do café tinha sido recolhida e as cadeiras esperavam ao frio que alguém as libertasse das correntes. Ouvem-se vozes a aproximar-se, vozes essas que ganham corpo quando quatro homens param em frente à vidraça. Tocam à campainha e mostram a identificação: são técnicos de um empresa de telecomunicações e precisam de ver a cablagem. E gera-se um reboliço, com escadotes, caixas de ferramentas e aparelhos estranhos para medir não sei bem o quê espalhados pela sala.

"Já entrou toda?", grita um lá de fora.
"Dá-lhe com mais força", responde o que ficou à porta.

A azáfama continua. Telefonemas entre o eles para perceber porque é que o fio não passa, contactos coma central, perguntas e mais perguntas e o cabo não se mexe.

"Vou buscar a vaselina e já vai até ao fim", assegura o responsável pela equipa e sai. Volta com a vaselina e espalha-a pelo cabo. "Anda lá, segura na ponta", pede ao outro. E mais um contacto com o exterior. "Já a sentes a mexer?", e a pergunta fica sem resposta porque chega outro técnico e explica que assim não vão conseguir.

"Se já está todo lá dentro, é acabar o serviço", explica o responsável, que, orientado os restantes homens, consegue realmente fazer o cabo mexer e chegar onde era suposto.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Damn I'm good!!

E quem é que ganhou bilhetes para o clássico FCP X SCP? Quem foi, quem foi?
 

Expliquem-me como se eu fosse muito burra

Eu sei que sou loira e, como tal, sou muitas vezes catalogada de burra. Normalmente nem me aquece nem me arrefece, até porque acho que é a desculpa perfeita para não aturar muita coisa. "Ai desculpa, não percebi" é uma das frases que mais utilizo quando não estou com a mínima vontade de manter uma conversa com alguém. Aprendi isto com dona Avó que, não raras vezes, remata conversas com "olhe está a dar-me aqui uma dor", ao mesmo tempo que mete a mãozinha na barriga, e segue o caminho dela.

Mas voltando ao assunto. Apesar de não me considerar burra de todo, há coisas que realmente não percebo e isso mexe com o meu sistema nervoso. Alguém me explica, devagar e pacientemente, como é que um jogador profissional vê dois cartões amarelos em menos de um minuto?!? Como é que aquele Dumbo sai da barreira segundos depois de ver um cartão?!? Como?!?


terça-feira, 22 de outubro de 2013

Fazia-me feliz....

Foto tirada do facebook do Moustache

Chama-se Red Velvet, é de comer e chorar por mais e neste momento era o que me fazia feliz!! Estpu a falar do bolo, claro.. O chocolate quente nem vale a pena referir!!

Um lanchezinho destes no Moustache e passava-me logo a neura!!!

Serei assim tão má pessoa?

Eu tento, eu juro que tento ver o raio do copo meio cheio e encarar a vida com um sorriso mas porra.. há dias em que só me apetece fugir! Depois de acordar às 7 da manhã, sair de casa debaixo de um temporal para apanhar o metro às 8h e chegar ao trabalho depois das 10h porque a linha do metro estava obstruída devido ao mau tempo [e ainda  houve um descarrilamento na linha contrária], lamento mas não consigo ver a merda do copo meio cheio.
E que ninguém me venha dizer "ah e tal podia ser pior" porque isso é tudo uma grandessíssima treta! Coisas boas na minha vida precisam-se.. urgentemente!

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Abrir os olhos

Olhava para ele mas não o via. Na verdade, e para ser o mais sincera possível, nunca reparei bem nele e, portanto, não o conseguiria descrever mesmo que obrigasse a minha mente a um esforço sobrenatural. Sabia que existia e que exercia a sua função e isso bastava-me. Mas as coisas mudam e hoje também a minha forma de o ver mudou.. Ali, no mesmo sítio de sempre, ele esperava por mim, sereno como era habitual e quando me aproximei não se moveu. Chamou a minha atenção quando não teve qualquer reacção ao meu toque e ali, naquele instante, os meus olhos viram o que anteriormente nunca tinham visto: a quantidade de germes que habita no micro-ondas do meu local de trabalho!!! 

E ali, atenta a esta nova realidade, decidi que alguma coisa tinha de ser feita e, portanto, dediquei-me a ele... Ficou tão limpo e a cheirar tão bem que estava capaz de o beijar, mas achei melhor não.. ainda não estamos nesse ponto da relação!

[E assim se passa a hora de almoço, a exterminar germes e bichezas.]

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

O que faz falta é animar a malta!

imagem da net
E isto hoje fez-me rir.. outra vez!

Damn it!

Aquele momento em que alguém está a falar comigo e eu até estou a olhar para a pessoa, mas na minha cabeça só me vejo a fazer essa pessoa sofrer.....


quinta-feira, 17 de outubro de 2013

É Sorrir e acenar (Que é como quem diz "quero lá saber dessa merda")

Hoje acordei assim a modos que de bem com a vida. Não, não tive uma noite tórrida.. Não, não tive sonhos eróticos.. E não, não fumei nada que faça rir e ver o mundo belo e amarelo.
Não sei se o meu Tico e o meu Teco estão de greve ou se houve um qualquer alinhamento dos astros, mas o certo é que hoje nada me chateia! Problemas? Fuck you.. Chatices? Bite me.. É sorrir e acenar!!!

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Vitamina D

A consulta de rotina decorria normalmente, com a minha médica de família sempre a queixar-se dos cortes da função pública e a falar de tudo e mais alguma coisa menos do mais importante: a minha saúde. Entre uma pergunta sobre a minha mãe e outra sobre a minha sobrinha, lá me disse que as análises estavam todas óptimas e que estava bem de saúde e recomendável. Folguei em saber. Depois veio a parte estranha: começou a falar da falta de sol e da importância que ele tem para a vida das pessoas e não esteve com meias medidas. "Vais tomar vitamina D". Confusa, perguntei-lhe porquê já que minutos antes me tinha dito que estava tudo bem. A resposta deixou-me ainda mais desconcertada: "É o que se dá aos bebés para criarem defesas". Ainda lhe disse que aos 29 anos já não sou bebé (e lembrei-me da música da Romana, bahhhh), mas ela nem resposta me deu.
Na farmácia perguntei para que serviam as gotas e o farmacêutico disse-me que eram cálcio. Perante a minha cara de estranheza, acrescentou que era o que os bebés tomavam para fortalecer os ossos.

Ora parto do principio que se faz bem aos bebés, mal não me fará.. Mas se alguém souber ao certo para que raio servem as gotas de Vigantol, façam o favor de me elucidar sim? Muito agradecida!

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Quando o sonho comanda a vida

Quando era mais nova tinha um sonho recorrente: corria por uma estrada fora, naquilo que me parecia um deserto, estrada essa que acabava abruptamente e caía num precipício.
Ora para começar só em sonhos é que eu me punha a correr, fosse num deserto, numa pista olímpica ou noutro sítio qualquer, mas a realidade deste sonho era tal que acordava no meio do chão. Ao cair do precipício mandava-me abaixo da cama e acordava em sofrimento (o ombro dorido podia ter alguma coisa a ver com este facto, note-se).

Anseio pelo dia, ou pela noite pronto, em que sonho que sou a vencedora do primeiro prémio do euromilhões e acordo com um cheque chorudo nas mãos. Ou que sonho com um homem sexy e acordo com o Baía ao meu lado.. ou o Clooney... ou o Depp..

A morte anda de renault clio

Ainda não estou em mim. O coração ainda bate acelerado e as pupilas ainda estão dilatadas tamanho foi o susto. Vi a morte,  ia a conduzir um renault clio preto e só não me abalroou numa rotunda porque eu conduzo devagar e tive tempo de travar. Não sei se tirou a carta em alguma escola ou se lhe saiu nos chocapics, mas tenho a certeza que não sabe as regras para circulação numa rotunda. Café, o meu corpo precisa de café!

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Que "biolência"!

Tenho para mim que o George Martin é um velhote um tanto ou quanto masoquista. Podia matar as personagens todas da Guerra dos Tronos,  mas matar não é suficiente para ele. Têm de ser mortes violentas, com cabeças cortadas a rebolar,  esventramentos e esquartejamentos com fartura e sangue.. muito sangue! E depois ainda dizem que o Tarantino é doente.. Eu sonho com o dia em que arrancarei um olho a alguém só com dois dedinhos...

Ainda nem eram 9h da manhã e já uma gaja andava húmida

A humidade dá-me para reclamar, lamento. E isto de sair de casa antes das 8h da manhã cheia de pressa, sim porque "aqueles 5 minutos" de sorna sabem bem mas depois  fazem toda a diferença, chegar ao metro e não cair pinga de chuva faz com que nem sequer olhe para o guarda chuva. Depois claro, saio do metro, chove comó raio e eu apanho-a toda.. A humidade, ai a humidade!

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Desgostos (leia-se "desgóstos")

Não gosto de palhaços.
Não gosto de ter de "fazer sala".
Não gosto de acordar cedo.
Não gosto de me sentir a mais.
Não gosto do silêncio.
Não gosto de mentiras.
Não gosto de pessoas demasiado sérias.
Não gosto de sorrisos forçados.
Não gosto de pessoas falsas.
Não gosto que me controlem.
Não gosto de almoçar/jantar sozinha.
Não gosto que me julguem.
Não gosto de dias "não".. E esta semananão foi foi só um dia "não"... Foi uma semana "não"!

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Sorrir e acenar

Aquele momento em que um agente da autoridade olha para ti, sorri e diz "Ainda bem que a vejo sorrir"...
Longe de mim querer faltar ao respeito às autoridades. "Sorrir e acenar, rapazes!"

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Estado líquido

Quando os nervos se apoderam de mim, transformam-me numa autêntica Maria Madalena. É ver-me chorar como se não houvesse amanhã, como se estes olhinhos fossem duas pocinhas de água que teimam em transbordar... Vou candidatar-me a quaisquer vagas para carpideira profissional!

terça-feira, 8 de outubro de 2013

And the hardest part...

Este não é um dos melhores momentos da minha vida... Mas quem já passou por tanto, desde uma infância moldada pela violência doméstica até às humilhações por ser gaga, a verdade é que este é apenas mais uma dificuldade que a vida, essa cabra, coloca no meu caminho. Custa-me controlar a impulsividade, custa-me manter a calma quando o que mais quero é explodir, mas sou e serei fiel aos meus princípios e a parte mais difícil é mesmo remar sozinha contra a maré...

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Twenty fuckin' nine!

Não tenho a mínima aptidão para adivinhar a idade das pessoas. Não sei "analisar" os traços de uma cara a ponto de lhe a idade exacta de 25 ou 30 anos. Aliás, esquivo-me sempre a esse tipo de situações porque sei que a probabilidade de errar é de 99,99999 por cento. Da mesma forma, quando me perguntam a idade não entro nos joguinhos do "ai mas que idade me dás?". Perguntam e eu respondo porque gosto que façam o mesmo.

No fim de semana tentaram adivinhar a minha idade. Com a desculpa de que não se pergunta a idade a uma  mulher, acharam melhor lançar números. Ora pois que o máximo que me davam eram 23 anos e já partindo do princípio que seria mais velha do que eles porque os chamei de "meninos" quando disseram que tinham 21 e 22 anos. Quando disse que tinha 29 anos, primeiro riram-se; como disse que estava a falar a sério, passaram para a fase do "eu não acredito", seguindo depois para a fase do "tás muito bem conservada".

Acho que só a minha mãe é que não me deixa esquecer que tenho quase trinta... 

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Pessoas sem um pingo de humor dão-me nos nervos

Hoje é Dia Mundial do Animal, de maneiras que anda toda a gente a meter fotos dos seus animais no facebook. Ora eu escrevi algo tão simples como " Dia Mundial do Animal! Eu conheço muitos, mas o meu preferido é mesmo o de quatro patas!". E não é que um... um.. chamemos-lhe animal,  me veio dizer que eu não devia ser assim?

Fui ao castigo!

"Quem não vai para a parte funda da piscina?", ouvi o professor perguntar enquanto eu ganhava coragem para meter o lombo dentro de água. Foi ver-me levantar os bracinhos num ápice e gritar "EU". E não é que o gajo veio ter comigo e ameaçou-me? "Ou vais para a parte funda ou fazes exercícios diferentes de toda a gente". Eu entrei na piscina a rir e fiz o aquecimento a achar que o homem estava a brincar comigo, mas perdi o sorriso quando, já com as pessoas que sabem nadar na parte funda da piscina, o vejo a pegar num cinto com aquelas esponjas (que deve ter um nome próprio mas que eu desconheço) e chamar por mim! "Começa a andar para lá e quando não tiveres pé dou-te o cinto e não te preocupes que não te afogas", disse ele. E lá fui eu, a dizer mal da minha vida por ter 1,72 de altura e aquela merda ter 1,70 na parte mais funda. "Nem te devia dar o cinto, é só dares às pernas e aos braços que nunca ficas debaixo de água", resmungou ele. E eu antevi ali uma aula muito difícil para mim porque para além de não saber nadar, tenho medo da água, tenho medo de me afogar. E o medo é tanto que mesmo que não fosse um exercício para dar às pernas, eu dava e com força para garantir que não me afogava. Cheguei ao fim da aula toda rota e e ele a rir-se. "Para a próxima é sem o cinto, já sabes", diz-me ele! É, então não é?!

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Precisamos de falar

Caro Paulo,

Acho que é urgente uma conversa séria e franca nesta altura. Eu preciso de perceber o que é se passa nessa cabeça, preciso de entender o que é que queres que eu faça mais para que isto resulte porque começa a ser muito difícil ver tanta coisa má a acontecer. E eu quero que isto resulte,garanto-te! Não quero ser daquelas pessoas que à mínima dificuldade desiste, que deixa de acreditar no futuro. não, eu não sou assim.. Mas nesta altura tens de me ajudar.

Podes começar por me explicar porque é que deixas o Varela jogar os 90 minutos. Que eu saiba, o Danilo não está a cumprir nenhum castigo interno por isso obrigá-lo a cobrir todos os espaços,os dele e os do Varela, é pura maldade. Depois, podes explicar-me, e devagarinho a ver se eu entendo logo à primeira, como é que tiras o Lucho numa altura em que era mais do que óbvio que o meio campo estava em dificuldade. O Lucho não vai para novo, é um facto, mas o Quintero não segura o meio campo. É craque? É! Mas quer a bola na frente, não quer pensar o jogo. E, já agora, porque é que não podem jogar os dois? Temos de jogar sempre no mesmo esquema? E já nem vou falar no Helton que acabei de almoçar e até se me dá vómitos... Se querias defender o empate, reforçavas o meio campo e a defesa que naquela altura já estava aos papéis. Se querias atacar e subir a equipa o Ghilas tinha de entrar mais cedo.

Eu sei que treinadores de bancada há muitos! Como dizes, e bem, quem treina com eles, os jogadores, todos os dias és tu, mas, convenhamos, algo de muito errado se passa quando numa parte vemos uma equipa forte e coesa e na segunda metade parecemos a equipa de júniores de Freixo de Espada quem nem um passe em condições é capaz de fazer, quanto mais acertar com as marcações na barreira.

Tu pediste paciência e eu, esta jovem crente, dou-ta. Tentar perceber o teu lado antes de te mandar lamber sabão é um acto de boa fé da minha parte, podes acreditar. Ontem, sentada no meio de um bando de gente que não conhecia de lado nenhum, bati palmas quando eles assobiavam, gritei "Força Porto" quando eles insultavam as mães dos jogadores e a tua também, fiquei na bancada até a equipa regressar ao balneário quando eles saíram logo depois do segundo golo dos espanhóis... Por isso não me fales mais de paciência, fala-me de competência, de força, de amor à camisola.

Não me vou alongar mais, tens coisas mais importantes para fazer do que ouvir os desabafos de uma desiludida adepta. Sim, leste bem, desiludida e a derrota nem é o que me custa mais.. É a atitude, ou a falta dela! Não perdemos o jogo porque o Atlético é superior, perdemos porque lhes oferecemos a vitória. E eu preciso de tempo para digerir uma derrota assim...

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Oh si cariño

Bilhete comprado - check!
Cachecol e camisola no saco - check!
Casaquinho para a chuva - Check!

Hoje há Liga dos Campeões no Dragão!! Nuestros hermanos que não pensem que as últimas exibições espelham o que somos...  Não vai ser fácil não senhora, mas em casa mandamos nós carago!!!!