sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Família

A primeira vez que fugimos de casa, descalças e em pijama, eu tinha 6 anos. As marcas da violenta discussão eram bem visíveis na minha mãe, que chorava copiosamente e eu e a minha irmã mantivemo-nos em silêncio o caminho todo até casa da minha avó. Nessa noite ouvi a minha avó dizer à minha mãe que o dever de uma mulher, enquanto esposa, é aguentar tudo pela família. Não percebi naquela altura e continuo sem perceber, passados estes anos todos,  onde é que a violência doméstica encaixa no seio de uma família.
Hoje no café a coscuvilhice foi sobre uma mulher, pelo que percebi jovem, que deixou o marido durante a noite. "Não pensou na menina que agora vai crescer sem pai", disse uma velhota. E eu pensei em mim que, apesar de não guardar rancor do meu pai, nunca esqueci as vezes em que fugimos de casa.

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Mãe há só uma...

... e a mãe desta jovem que se vestiu de noiva deve andar lá pela santa terra com um orgulho na filha que apareceu na televisão tão grande que a esta hora anda a distribuir fotos autografadas do seu rebento!!


Estreia mundial do documentário sobre os "One Direction" - Cultura - Notícias - RTP

Nossa que biolência!

Talvez pelo ar pesado (por causa da cinza) que se respira por estes lados...
Talvez por ainda não me ter habituado a voltar a acordar às 7h da manhã..
Ou talvez porque está um calor que não se aguenta..

Mas a verdade é que não me apetece fazer nada, a não ser cair para o lado!








quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Vinil

Lembro-me dos arrufos entre os meus pais porque causa do vinil: ele gostava de os pôr a rodar no gira-discos e ouvir a música alta (mais uma "herança" que me deixou), mas ela dizia que não conseguia estar em casa com tanto barulho. Hoje já ninguém os ouve. O gira-discos avariou e nunca mais foi arranjado; o meu pai nos últimos anos já não queria saber deles para nada e acabaram num canto de um armário lá em casa a ganhar mofo.

Decidi ver como estavam e, um a um, arranjei-lhes as capas (ok, há alguns que já não têm capa). Fui a duas lojas de discos ver se valiam alguma coisa, mas voltei a casa na mesma. "O responsável pelas compras está de férias, volte mais lá para Setembro", foi a resposta que ouvi nos dois sítios. Entretanto lembrei-me que posso muito bem oferecê-los como prenda de aniversário ou de Natal. Quem não gostaria de receber um vinil do José Malhoa ou do Jorge Ferreira? E do Grease ou dos Village People? E dos Supertramp ou dos Queen?

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Lisboa como eu a vi

Alguns detalhes a que não consegui ficar indiferente.
Os monumentos são imponentes, as avenidas são enormes, as vistas dos pontos mais altos são deslumbrantes, mas os detalhes, esses, fazem toda a diferença!

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Um lugar para dois

Quando vamos a um restaurante perguntam-nos sempre "mesa para quantos", sempre no plural porque no mínimo serão duas pessoas a desfrutar da companhia uma da outra. Numa ida ao cinema a história repete-se e perguntam-nos sempre quantos bilhetes vamos querer. E isto acontece em muitas outras situações. O mundo é um lugar para dois! Mas não vou deixar de fazer o que gosto só porque  não tenho ninguém. Este ano, por acaso fui de férias com a minha melhor amiga e sabe bem ter com quem comentar as vistas ou partilhar um mojito, mas quantas vezes não sou olhada de lado quando me sento sozinha num lugarzinho do Estádio do Dragão por exemplo?  Longe vai o tempo em que isso me incomodava, recuso-me a deixar de fazer coisas que gosto só porque o mundo é um lugar para dois...

Das férias

"O que é que vocês vão fazer a África?", foi esta a pergunta do revisor do comboio quando olho para o bilhete. E realmente, nunca me senti tão branquinha como no metro de Lisboa..  Armada em "bifa", passeei pela cidade nos autocarros panorâmicos e devo confessar que fiquei agradavelmente surpreendida com a cidade. As pessoas são muito diferentes... Assisti a uma discussão acesa entre dois jovenzinhos e o insulto mais forte que ouvi foi "cabrãozinho de merda". Ora isso cá no Porto nunca seria considerado um insulto a sério, não é verdade? Aliás, a coisa mais "forte" que ouvi a capital saiu da boca de uma senhora de 72 anos (que me contou a vida toda dela no metro) que se virou para o marido e disse "oh filho, Deus te dê o que te falta.. pau e gaita"!!!

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Momento parvo na farmácia

Entramos na farmácia e a primeira coisa que vimos foi uma senhora com o top vestido ao contrário. Rimo-nos tão alto que todas as cabeças rodaram na nossa direcção. Aguardamos pela nossa vez e quando fomos atendidas, o que se passou foi mais ou menos isto:

Farmacêutico: Boa tarde meninas, o que vai ser?
Ela: Era uma caia de Centrum Mulher por favor.
Farmacêutico: Ora aqui está..
Ela: Agora queria uma pomada anestésica..
Eu (Interrompendo-a): Tu sabes como tomar isso?
Ela: Claro, pela boca!!!!
E o farmacêutico riu-se alto e bom som na nossa cara.
Ela: A pomada anestésica?
Eu: Mas tu queres isso para quê mesmo?
Ela: Foda-se, posso pedir o que quero?
Farmacêutico (a disfarçar o riso): Olhe, tínhamos duas diferentes, mas neste momento não temos nenhuma.
Ela: Pronto, deixe lá. Olhe tenho aqui um papo!! - E estica a mão!
O farmacêutico olha especado para a palma da mão dela e não vê papo nenhum. Meio atrapalhado pega-lhe na mão e apalpa-a.
Farmacêutico: Ah já o sinto! Realmente é estranho.
Eu: Tu queres ver que tens um sexto dedo a crescer?
Farmacêutico ( a rir-se): Pode ser osso ou falta dele.. ou então o nervo!
Eu: És o Spider Man e saem-te aranhas pelas mãos!!! Aranhas não, teias enganei-me!||
Ela olha para mim com o seu olhar "e se te fosse foder?" e o farmacêutico parte-se a rir, mas lá aconselhou a consultar um ortopedista!!!



segunda-feira, 12 de agosto de 2013

O Belo do Dolce Fare Niente

Adeus despertador...
Adeus pessoas estranhas do metro...
Adeus responsabilidade...
Adeus chatices...
Adeus horários!

Olá acordar tarde!
Olá pessoas bonitas da esplanada!!
Olá passeios longos e sem hora para voltar!!!
Olá mojitos!!!
Olá gargalhadas pela madrugada dentro!!!

Olá vida boa!!!
Minha gente, habituava-me a esta vida... Ganhasse eu o euromilhões e era um fartote!!

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

3 pequenos apontamentos e depois.. FÉRIAS!

1º pequeno apontamento:  queria ter escrito uma coisa bonita e partilhar a minha felicidade por ter férias, mas hoje não tive tempo para nada, nem de me coçar!

2º pequeno apontamento: nunca uma sexta-feira passou tão rápido e tão devagar ao mesmo tempo.

3º pequeno apontamento: devia ter pesquisado mais coisas sobre Lisboa, mas não tive tempo, de modos que a primeira coisa que farei quando chegar a Ssanta Apolónia será armar-me em "bifa" e ir a um posto de Turismo.

E agora, vou só ali descansar duas semanas!!!


quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Música sexy

Ando tudo maluco com a música Get Lucky dos Daft Punk e que é mais sexy do Verão e não sei que mais... Eu não digo que não ouça e que até dance que nem uma maluca quando ninguém está a ver, mas música sexy para mim é mais isto


Desenhos

Sobrinha mai linda fez um desenho para sua tia adorada. Uma verdadeira obra de arte abstracta, digna de um Louvre de Paris de França, mas eu achei a Mona Lisa um quadro normal por isso está visto que não percebo nada de arte. Mas voltando ao desenho... Consto eu, ela e a cadela, mais umas árvores e o sol. Quando lhe tentei explicar que não podia desenhar-me do mesmo tamanho do que ela, a resposta foi muito simples: tu és grande e eu vou ser grande também, isto é o desenho de quando formos mais velhas!!!
Maya tu põe-te fina... Ela vai encostar-te a um canto com previsões!!

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Dúvidas desfeitas

Aquele momento em que a senhora do café chega, pousa o bolo de chocolate caseiro e diz "boa tarde meninas!!", dirigindo-se a mim e à minha colega de trabalho, e um gajo (o único da nossa idade que pára no café à hora de almoço e que eu achava que era gay mas a minha colega não tinha tanta certeza) responde todo sorridente "Ai olá boa tarde!". A senhora do café olhou para nós, riu-se e acrescentou "Eu disse meninas porque não te tinha visto", ao que ele responde "não se preocupe que eu não me importo nada com isso". Eu já não tenho dúvidas...

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Das vergonhas que eu já passei

Não sou uma pessoa de fazer praia. Não tenho muita paciência para estar ali esparramada ao sol, ora torra de um lado ora torra do outro. Mas como em Roma há que ser romana, quando fui de férias para Albufeira, lá fui fazer praia com o resto do povo. E umas das maiores vergonhas da minha vida aconteceu em plena Praia dos Pescadores: como não sei nadar, não quis para a água e deixei-me ficar na toalha. Ali estava eu, de costas para o sol a tentar passar de muitíssimo branca para muito branca, quando os meus amigos vêm da água encharcados e decidem sacudir-se que nem cachorrinhos em cima de mim. "Seu filho da p"#$, cabrão do c#"#"%&"  e outro epítetos fofinhos sairam desta boca a uma velocidade alucinante até que me levanto e reparo... O choque, o drama, o horror estampados nas caras daquela gente toda que olhava para mim de olhos esbugalhados e com uma expressão que me fez ter pena de mim própria.

Estas férias (e estão aí weeeeeeeeeeeeeee :D) vou a Lisboa e prometo aqui perante toda a blogosfera que me vou portar bem!!!

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Habemos máquina

Ora depois deste belo episódio do meu livro das vergonhas, a minha máquina fotográfica voltou mesmo a ser reparada. Quer dizer, não sei se voltou porque já passou um mês e como ninguém me disse nada sobre a bicha, decidi passar na Worten e perguntar em que ponto é que estava a situação. Ora que a situação estava pior do que o nosso governo porque pelo menos sabemos que o "Bunny Steps" está pelos Algarves, e da minha máquina ninguém me sabia dizer nada. Vai daí que a troquei por outra, novinha em folha e, muito importante no meu caso, com garantia a partir de agora!

Eu hoje estou assim a modos que bem com a vida!

Se a vida me dá limões, eu faço limonada. Se a vida me dá laranjas, eu faço laranjada. Se me der marmelos já é mais complicado porque não gosto de marmelada.. Mas adiante. Quer isto dizer que não sou muito de lamurias e que aceito o que a vida me dá e tento tirar o melhor partido disso. A modos que o que podia ter sido apenas e só o concerto dos Keane, acabou numa road trip entre amigos alucinante, com muitas gargalhadas, muita música e muitas dores de barriga de tanto rir!

Começou com uma situação caricata no trânsito. Eu a falar para o pessoal dentro do carro, mas a olhar para fora e um senhor emigrante pensou que estivesse a barafustar com ele e pergunta com ar de zangado:
- Qu'est q'il y a?
- Oh senhor não estava a falar consigo!!!, respondo eu.

Estava lançada a primeira grande gargalhada do dia. Até Cantanhede foi um desfilar de frases e pensamentos bonitos e profundos. E a viagem de regresso foi sempre a dançar dentro do carro! Verdadeiros Harlem Shakes foram feitos dentro daquele carro, que nunca mais será o mesmo. Não sei o que tinham os pastéis de nata com sabores (maravilhooooooosos), mas deviam ter alguma coisa coisa porque nenhum de nós bebeu!

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Mágico Porto

Não, eu não vou cantar um dos hinos do meu querido e adorado FêCêPê, descansem!
O Porto é mágico pelos becos e ruelas, pela fusão de cheiros e aromas, pela confusão de pessoas dos mais variados cantos do mundo, pelo rio que abraça o mar e pelo mar que envolve o rio, pelas paisagens peculiares e pelas vistas caricatas, mas é mágico sobretudo pelas pessoas que tanto o caracterizam.

Não que eu seja muito viajada, mas nunca, em cidade alguma, vi cuecões a secar na varanda como vejo no Porto. Mais, nunca em cidade nenhuma, estive tão perto de apanhar com umas cueconas na cabeça como já me aconteceu na Inbicta, quando a dona das ditas as deixou cair e gritou "olhá cueca!!!". E hoje um novo patamar de magia foi alcançado com uma casca de banana a voar do alto de um prédio. Podia tratar-se de um caso de puro descuido ou de mera badalhoquice? Podia... Mas eu quero acreditar que é a magia e que coisas destas  não acontecem em mais lado nenhum!

As vacas, os porcos.. e os Keane!

Amanhã volto aos concertos ao vivo, desta vez em Cantanhede para ver os Keane! Como é que eles vão parar a Cantanhede a uma feira agrícola chamada Expofacic?Não faço ideia!!! E também não sei até que ponto é que eles estarão preparados para verem as vaquinhas e os porquinhos ali ao lado do palco... Uma aventura no campo!

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

É oficial: hoje é um dia estranho!

Depois do rabo antes das 9h da manhã, eis que agora tenho um Ussumane Darame a fazer-me pedido de amizade no FB e um árabe qualquer a dizer que me quer conhecer.... Eu vou ser trocada por camelos!!!

Eu vi um rabo

Estou em choque.
Eram 8:50h quando entrei no Pingo Doce, com a missão simples de comprar água. Dirigi-me ao corredor dos líquidos e deparo-me com o rabo enorme e quase todo ao léu do funcionário que estava a repor as águas. Devo ter feito uma cara tão estranha que o jovem me perguntou se precisava de ajuda.E eu em choque abanei com a cabeça. Trouxe a água, mas devia ter trazido vodka e beber para esquecer...