sexta-feira, 24 de maio de 2013

Só me apetece ganir!!!!

Hoje não estou nos meus dias. Há coisas que me chateiam mesmo muito e chegar ao parque do metro depois de um dia de trabalho e ver o meu carro raspado é uma delas.
Já aqui falei do espaço apertado de cada lugar de estacionamento e dos estacionamentos "à larga", mas daí até baterem ou rasparem os carros, vai uma distância e ultrapassa-se o limite da decência.

Podia ser pior? Sim podia. Mas o carro é meu e se for eu a raspá-lo na parede porque estava distraída ou porque sou maçarica, a responsabilidade é minha e só estrago o que é meu. Agora fazer esta porcaria e não assumir responsabilidades, é coisinha que eu não percebo. Espero que a vida retribua em dobro este acto de pura bondade e brinde a pessoa responsável com um lindo e grande pinheiro no rabo... com muitos ramos e muitas pinhas!!!

10 comentários:

  1. E muitas luzinhas, como na árvore de Natal.
    Fico piurso com essa merda. Em toda a vida só tive um acidente (adormeci e raspei o rail da autoestrada lol) e o meu carro anda sempre com esfoladelas.
    Paneleiros que além de não saberem conduzir, não assumem a merda que fazem. :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podia dizer-me que tava distraido, q não calculou bem a distância.. qualquer merda, mas assumir a merda que fez! Gente de merda :/

      Eliminar
  2. De facto, é de uma falta de civismo.... A única vez que me aconteceu algo do género, ainda andava na faculdade, fiquei dentro do carro à espera - uma tarde inteira! - que o dono do outro carro aparecesse para lhe pedir imensa desculpa e oferecer-me para ser logo ali chicoteada ou apedrejada, vá, tal era a minha preocupação em ter-lhe riscado o carro. O rapaz fartou-se de rir e acabou por me mandar embora porque não via nada no carro. Acho que ele ficou a duvidar se eu tinha mesmo batido no carro dele ou se estava a stalká-lo. :|

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já nem pedia que esperasse por mim, o carro fica no parque o dia inteiro, mas podia ter deixado um bilhete com o contacto.. é mesmo não ter carácter nenhum!!!

      Eliminar
  3. Vai chegar o dia em que dás aquele toco subtil e nem vais sair do carro para ver se ficou marca :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tivesse sido um toque subtil, não tinha ficado aquela marca enorme!!

      Eliminar
  4. Eu quando comprei o meu carro, novinho, ali todo a brilhar e tal, lavava-o todas as semanas, tava sempre num brinquinho... até que passados 2 meses, quando chego ao sitio onde estava estacionado, tinha uma porta toda raspada na sua lagura.. Era só aquele pó de ter raspado, que saiu sem se notar muito, mas foi o suficiente para nunca mais lavar o carro! assim com assim, prefiro não ver os riscos que lá me metem! :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... é que se fores tu a riscar só riscas o que é teu! Até podes fazer pinturas rupestres que foste tu que pagaste o carro e podes fazer o que quiseres. Agora serem os outros, esses cabrões, a fazerem o estrago é que não!!

      Eliminar