quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Doente

Ontem foi a minha vez de me sentir mal no trabalho. A meio da tarde, comecei a ver tudo a andar à roda e sentir-me mesmo enjoada. Depois de há umas semanas atrás ter segurado na cabeça da minha amiga enquanto virara o barco, ontem foi ela a dar-me apoio moral. Não me segurou a cabeça porque disse que não ia conseguir conter-se. Agora que penso nisto, era ela do lado de fora da casa de banho a perguntar se eu estava bem e eu, lá dentro quase a morrer, a dizer que não. Bonito, portanto! Passei muito mal a noite e hoje estou com a sensação de que fui atropelada. Mas cá estou, com uma enoooooorme vontade de trabalhar (not).
Entretanto, e porque não tomei café hoje e devo estar com uma cara de zombie que deus me livre, a cusca-mor do cafézinho do costume perguntou-me se estava tudo bem. Lá lhe expliquei o que se passou e pergunta ela "está grávida?", ao que eu respondo "se estiver pode começar já a fazer uma altar aqui para mim, serei a nova virgem imaculada de portugal!". E pergunta o marido "é virgem?" e respondo eu "sagitário".

6 comentários:

  1. Que mau feitio, Never... Custava alguma coisa ter dito perguntado ao senhor se o vibrador tinha voto na matéria? :$ (oh yeah! aqui o discurso deu-se igual há uns tempos)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. LOL não me lembrei dessa... Mas fica guardada para uma próxima (sim, irá haver mais discursos destes)!

      Eliminar
  2. POE-TE BEM QUE BOA JA ES!!!!

    Agora a sério... por amor da Santa tu compõe-te que eu preciso de ti no mundo blogosférico! Já és uma e-rmana ahahaha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahah ermana, herlander.. e tudo e tudo e tudo :D
      Já tou BEM :D ehehe

      Eliminar