terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Diz-se possessa ou possuída?

Metro. 8h20 da manhã.
Uma hora muito má para me azucrinarem a cabeça, já que o meu Tico e o meu Teco ainda stão em stand by.
Eu sentada a ouvir música, um olho aberto outro fechado e alguém me abana!
"Oh menina deixe-me sentar aí" ouço. Olho para a pessoa, um senhor, nos seus 50 anos sem qualquer deficiência e sem crianças ao colo. Cedo o lugar (não sei porque raio me lembrei de o fazer, devia ser o sono a toldar-me o juízo). Ele senta-se e diz "se quiser sente-se aqui" e bate com o mão na perna...
É o meu sonho de vida.. sentar-me ao colo de um velhote!!! Nunca mais cedo lugar no metro...

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Fool me once fool me twice

Acredito nas pessoas.
Acredito que falam a verdade, que são sinceras e que caso me magoem fazem-no sem intenção. Resumindo, sou aquilo a que se chama de "crente". Tenho apanhado muitas desilusões por ser assim e acho que é desta que estou a mudar isso. Longe de mim querer ser rancorosa ou ressabiada, não nada disso! Mas o certo é que já não consigo por tudo para trás das costas assim e voltar a dar de mim sem pensar duas vezes. É como querer saltar de pára-quedas, mas conferir tudo direitinho até ao ínfimo detalhe antes de entrar no avião.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

É de mim ou isto vai de mal a pior?

Domingo à noite. Sem nada para fazer decidi ver o que estava a dar na televisão. Medo.. muito medo!!
A tvi estreou um novo programa (pode chamar-se "programa" àquilo? tenho de confirmar..) e fiquei tão parva que um dia destes não recupero a lucidez. Figuras "públicas" imitam cantores nacionais e internacionais. Nada semelhante ao antigo "Chuva de estrelas" portanto!!

Ao ver a Sónia Brazão imitar o Quim Barreiros não consegui evitar os seguintes pensamentos:
1 - O gás faz mesmo mal à saúde (o corpo pode ter recuperado, mas aquele cérebro não está bom não senhora!)
2- Andam os médicos e enfermeiros numa luta para ela ficar bem e quando se apanha com alta faz estas figurinhas?
3- O psicólogo / psiquiatra que a seguiu (ou segue sei lá) nunca na vida dirá a alguém que ela é ou foi sua paciente, sob pena de nunca mais te pacientes!

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

"Quem és tu?"

"Quem és tu e o que fizeste à outra C.?" é isso que me apetece perguntar a mim mesma quando penso na figura que fiz da última vez que fui ao cinema (há mais tempo do que era suposto diga-se!!).
Gosto de me sentar na cadeirinha, comer as minhas pipoquinhas na minha paz e ouvir o mínimo de barulho possível (dou o desconto ataques de tosse e espirros porque são coisas que podem acontecer e porque também padeço desses males). A verdade é que da última vez que fui ao cinema fui aquilo que não gosto de ser, ou seja, barulhenta. Estive calada os primeiros dez ou quinze minutos, mas depois, e porque me recuso a adormecer numa sala onde pago mais de 5euros para estar sentada, tive de falar com as minhas amigas. O pior é que elas estavam a achar o filme tão secante como eu por isso deram-me trela. E nunca mais me calei. A "falta de sal" dos protagonistas, a história que não desenrolava, os cenários que eram fantásticos, a casa que estava altamente.. Tudo servia para mandar um "bitaite". Já estava a pensar numa possível e iminente expulsão da sala , tantas eram as jovens a fazerem  o típico "shhhh", quando de repente ponho a sala toda a rir à gargalhada. No ecrã, a empregada doméstica surpreende-se com o jovem patrão e a mulher aos beijos e diz no seu brasileiro "Nossaaaaa".. E eu acrescento alto e bom som com o meu melhor sotaque brasileiro "assim você mi mata"!!  Depois disso e de perceber que a sala toda me podia achincalhar à saída, decidi calar-me e tentar entreter-me..

(o filme é "Breaking Dawn - Part1 da saga Twilight  lololol)

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Dá-me nos nervos!

Eu sei que sou loira e tenho os meus momentos puros de estupidez, mas verdade seja dita, conheço muitas morenas (e morenos) que também os têm. Não obstante, não sou burra como uma porta nem  estúpida que doa.. Não me tenho em muito boa conta, aliás tenho sérios problemas de auto estima e auto confiança, mas isso já é assunto para outro post!
A questão é que detesto que me façam de parva, pior, detesto que me mintam.E quando apanho as pessoas a mentir-me descaradamente... Bem, aí não tenho quaisquer problema em rodar a baiana e passar-me literalmente dos carretos. Foi assim esta manhã!  E o vendedor de carros nunca mais pensará em mentir-me / omitir-me o que quer que seja, pois já percebeu que não é por ser loira nem por ser mulher que se ficará a rir!!!



Isto é tão, mas tão lindo que me arrepia!!!

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Que é que se passa com os homens?

Três amigas com três histórias muito diferentes.. E cada uma das histórias envolve seres do sexo masculino que por incrível que pareça me surpreenderam! Pela negativa óbvio... Estou a perder a "crença" na espécie masculina...

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Saudade 03

Tenho saudades de ser surpreendida.. pela positiva entenda-se!!
Tenho saudades de ficar completamente fora de órbita e de não conseguir tirar aquele sorriso parvo da cara durante dias a fio...

Sexta feira 13

Hoje era um bom dia para ver um filme de terror, daqueles de colar à cadeira.. Mas até o cinema de terror anda pela hora da morte!! é tudo tão previsível que até aborrece..  Lembro-me de há uns anos atrás (no século passado vá), era eu uma jovenzinha inconsciente, ver o "It" do Stephen King e ficar com medo. Estava a tomar conta de dois priminhos mais novos e depois de os deitar decidi ver televisão. Ora sozinha numa casa que não era a minha, com um soalho de madeira que rangia sem razão aparente, o resultado só podia ter sido esse.... Provavelmente se ir o filme agora até me vou rir.. Se conseguir arranjar o filme, hoje vou testar :)

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Um ano depois..

9h10. Tinha acabado de me sentar à secretaria. Tinha chegado ao escritório, tinha cumprimentado as pessoas de sorriso na cara, tentando disfarçar a cara de sono. Liguei o computador e estive a dar dois dedos de conversa com a minha amiga e colega de trabalho. "Como está o teu pai?" pergunto-me ela.. "Ficou internado ontem" disse-lhe eu! E mal acabo de dizer isto o meu telemóvel toca. Do outro lado a minha irmã diz apenas "C. o pai morreu". As lágrimas caíram-me instantaneamente.. Não tive força para as conter, não conseguia pensar em nada. A minha amiga abraçou-me e perguntou se queria que me levasse a casa. Abanei com a cabeça que sim. Pegou nas minhas coisas e saímos. 
Um ano depois, esta é a parte que me lembro com detalhes daquele dia.
O resto, o agente funerário, o ter de dar a notícia a familiares, o velório.. lembro-me de tudo mas não com detalhes. Até àquele dia, todos os meus dias "maus" se tornaram bons.. Porque nada era tão mau como pensar no que seria a minha vida dali em diante. É esse o lado "menos mau" da morte: relativiza tudo o resto.

Um ano depois, continuo com a certeza de que o meu pai está num sítio melhor. Já não sofre e isso é, para mim, o mais importante! Um ano depois continuo a dizer à minha mãe que não preciso de ir ao cemitério nem de vestir preto para me lembrar dele! Um ano depois.. a vida continua...

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Pedir demais

Estou pelos cabelos! Estou farta que me digam que tenho um problema qualquer do foro psicológico.. Não posso mais ouvir dizer que vou ficar para tia, até porque já sou tia carago!!! Estou farta que me queiram "juntar" com qualquer pessoa só porque "tens de ter alguém"!!
Querem saber o que quero?
O charme do Mourinho... O "je ne sais quoi" do Clooney... O ar "I'm sexy and I know it" do Jensen Ackles... O jeito do Rodrigo Santoro.. Tudo muito bem misturadinho com o Vítor Baía!!!
Pronto.. é isto!!!

(como já não acredito no Pai Natal nem na fada dos dentes, ficava feliz se aparecesse alguém que gostasse de mim. Apenas isso é requisito mínimo..)

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Alguma coisa não está bem

Sei que algo de muito errado se passa aqui dentro quando passo o dia com uma vontade enorme de comer um chocolatinho e depois quando chego a casa fico a olhar para a caixa de Ferreros e já não me apetece...
A crise chegou-me aos "desejos"...Aiiiii

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

É isto!!

Se não puder voar, corra. Se não puder correr, ande. Se não puder andar, rasteje, mas continue em frente de qualquer jeito.

(Martin Luther King)

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

PDI

A PDI ainda não me encontrou.. E como é que eu sei isto??
1- nascem-me borbulhas sem razão aparente
2- não tenho reumático
3- o meu nariz neste momento está a "sofrer" um peeling

(a constipação está melhor, mas o nariz sofre!!!)

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Se eu tivesse dinheiro como tenho pingo...

... era neste momento mais rica que o Bill Gates!!!
Já me sinto parente próxima do Rudolfo, a rena, de tão vermelho que tenho o nariz!! E os olhos? qual azuis qual quê.. parecem piscinas pequeninas... Aiiiiii! Quero a minha cama!!

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Welcome 2012

Foi com alegria que te recebi e será com alegria que te vou viver.. Porque só tenho uma vida e não a posso desperdiçar.. Porque não conheço outra forma de encarar as dificuldades senão a  sorrir.. Porque de cada vez que me deixo ir abaixo perco tempo..

Porque vou fazer questão de ler este poema sempre que o panorama começar a escurecer:


"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
mas não esqueço de que a minha vida é a maior empresa do mundo.
E que posso evitar que ela vá a falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e
se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar
um oásis no recôndito da sua alma .
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um 'não'.
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo.."


(do grande, do enorme Fernando Pessoa)