sexta-feira, 1 de julho de 2011

Seguro

Há uns tempos li um livro. Desse livro houve uma coisa que me marcou: Não podemos encarar as coisas boas que fazemos como um seguro, como uma espécie de crédito que temos caso façamos algo de menos bom mais tarde.
Na altura li isto e e pensei que não era bem assim.. Pensamos sempre que "nao é bem assim" ou que "é impossivel fazer isto", porque só acontece nos livros ou nos filmes.. A nós não! Na vida real as amizades, os amores, as relações são reais e, por sí só, diferentes do mundo da ficção.

Hoje vejo essa frase com outros olhos. Não encaro o bem que faço às outras pessoas, principalmente às pessoas que me são muito próximas, como um seguro. Não! Faço porque quero, porque sou assim.. E não espero que continuem na minha vida por acharem que me devem alguma coisa, que têm de me pagar o bem que lhes fiz.. Não! Nada disso! Espero que continuem na minha vida porque gostam de mim, porque querem fazer parte dela, porque sou importante...

Sem comentários:

Enviar um comentário